Artigos

Com atuação em diversas áreas do Direito Tributário, os profissionais do Sacha Calmon – Misabel Derzi Consultores e Advogados possuem intensa e destacada produção acadêmica.

A situação do Fust e da Cide a ele destinada


No contexto das reformas financeiras atualmente em debate no Brasil, destaca-se a Proposta de Emenda à Constituição Federal nº 187, de 2019, que visa à extinção da quase totalidade dos fundos públicos atualmente vigentes, no intuito de desvincular recursos para utilizá-los em políticas públicas tidas como prioritárias pelo legislador orçamentário.

Um dos fundos que será provavelmente afetado, na hipótese de aprovação da PEC nº 187/2019, é o Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust). A inexpressível execução orçamentária das receitas vinculadas à finalidade do fundo e a obsolescência da política de investimento para o qual foi criado torna compreensível a sua extinção.

Nessa senda, o presente artigo tem como objetivo analisar a situação do Fust e da contribuição de intervenção no domínio econômico a ele destinada, levando em consideração o contexto orçamentário atual e as possíveis implicações da aprovação da PEC nº 187/20; DRU19 sobre o setor de telecomunicações. Para tanto, considerar-se-á o cenário vigente de reiteradas desvinculações dessa contribuição pelas leis orçamentárias, com o intuito de realização de despesas estranhas à finalidade do fundo público, bem como o engessamento do objeto do Fust, ocasionado pela própria regulamentação do setor.

Acompanhe todas as nossas publicações

Newsletter

Resumo Diário

Assine o RSS

Conteúdo Relacionado

Desafios na tributação da publicidade online

Há uma acirrada disputa entre Municípios e Estados para conquistar a mais nova “mina de ouro” fiscal proveniente do mundo virtual: a publicidade online. Essa prestação de serviço foi incluída pela Lei Complementar nº 157/2016 no item 17.25 da Lei Complementar nº 116/2003, estando sujeita ao ISSQN, de competência dos Municípios. Contudo, em outubro de […]

O imposto sobre grandes fortunas como instrumento de redução das desigualdades sociais e regionais: uma análise com base no princípio da solidariedade federativa

O artigo tem o objetivo de analisar se a instituição do imposto sobre grandes fortunas seria um instrumento adequado para contribuir com a redução das desigualdades sociais e regionais no Brasil, atendendo aos objetivos fundamentais da República e promovendo um sistema tributário mais progressivo, sob a perspectiva do princípio da solidariedade federativa, a fim de […]

Interpretação Constitucional da Competência Tributária em Relação à Tecnologia Streaming

Breve análise acerca da competência tributária sobre a tecnologia streaming sob a ótica do arranjo federativo brasileiro.