Artigos

Com atuação em diversas áreas do Direito Tributário, os profissionais do Sacha Calmon – Misabel Derzi Consultores e Advogados possuem intensa e destacada produção acadêmica.

Regime jurídico tributário do contrato de trespasse


O contrato de trespasse tem características típicas, reguladas no Código Civil, e é instrumento de alienação de estabelecimento empresarial.

O objeto da alienação por meio do contrato não se apresenta como um bem isolado, mas um conjunto de bens e direitos necessários à exploração de uma empresa, o que dá especificidades ao regime tributário aplicável ao trespasse.
Conclui-se pela não incidência de ICMS e IPI por serem impostos que recaem sobre a circulação de um bem.

Já o PIS e COFINS, por terem materialidade mais ampla, poderiam incidir sobre as receitas envolvidas, mas optou o legislador por desonerar expressamente as receitas relativas ao ativo imobilizado integrante do estabelecimento.

Por fim, impossível impor a manutenção apenas proporcional dos prejuízos fiscais, determinada apenas para a cisão parcial, que não se confunde com o trespasse, sob pena de adoção de interpretação econômica que contraria a proibição de analogia.

Acompanhe todas as nossas publicações

Newsletter

Resumo Diário

Assine o RSS

Conteúdo Relacionado

Adicional do RAT de indústrias: dever de fundamentação, coerência e integridade das decisões judiciais

Uma análise do acórdão prolatado pelo STF no ARE 664.335* Tendo como base decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de 2015, a Receita Federal passa a cobrar das indústrias o adicional da contribuição aos Riscos Ambientais do Trabalho (RAT), a nova nomenclatura para o Seguro de Acidente do Trabalho (SAT). As autuações ocorrem em casos […]

Aplicação do novo CPC às Ações Tributárias

O artigo trata da aplicação do novo CPC às ações tributárias. Estabelece o que é “ação tributária”, expõe as principais classificações e explora questões de relevância prática.

O novo regime jurídico do ágio na Lei 12.973/2014

O novo regime jurídico do ágio na Lei 12.973/2014. Revista da Faculdade de Direito Milton Campos, Nova Lima, v. 28, p. 64-81, 2014.